AGROECOLOGIA

Este projeto visa, a médio prazo, criar a cultura do conceito de Agroecologia nas áreas rurais de Angola, o mesmo é em parceria com o Ministério da Agricultura e Pescas e com o Ministério da Cultura, Turismo e Ambiente.

Nossa equipe técnica multidisciplinar elaborou um estudo minucioso das potencialidades de diminuir através da agroecologia a dependência de nosso país coirmão em relação a alimentos. Hoje eles sobrevivem de importação, mas tem em seu Georreferencial o mapeamento de solos férteis com vasto recursos hídricos nunca
explorados.

O Projeto de Agroecologia tem como princípio criar uma Fazenda Modelo, onde servirá de Escola Agrícola e nela ter todas as frentes da Agroecologia. As pessoas receberão formação básica, cursos avulsos, formação técnica e ensino superior.

Nesta teia de relacionamento educacional, que envolve pequenos agricultores e incentiva a formação acadêmica, é a base sólida para este projeto, nele funcionará o piloto para aplicação nas propriedades existentes e nas novas que estão sendo disponibilizadas pelo Ministério da Agricultura e Pescas e Ministério da Cultura, Turismo e Ambiente.

Nesta dinâmica, iremos introduzir cooperativas e associações, para dar sustentação
na distribuição dos produtos como fertilizantes naturais, banco de sementes, mapeamento e monitoramento das culturas.

Como este projeto é uma teia alimentar, terá como premissa a criação de cultivares em potencial – onde serão contemplados os agricultores familiares – e através deste crescimentos em conjunto, seja na modalidade de cooperativados ou associados, aumentaremos para as Agroindústrias alimentícias.


Algumas culturas exploradas inicialmente no projeto piloto:

1.1 – Ranicultura;
1.2 – Carcinicultura;
1.3 – Piscicultura (Bioflocos);
1.4 – Aquaponia;
1.5 – Suinocultura;
1.6- Agropecuária e Agrofloresta; e
1.7- Derivações da produção para a industrialização.

Entre outros, na segunda fase, os alimentos da Fazenda Modelo serão distribuídos para os que estão recebendo a qualificação e para as escolas nesta fazenda inserida.

Este projeto é de autoria do Instituto Artlife em parceria com a Câmara ANG Brasil Angola:


Seção de direitos são para cada parceiro:

a) Do Instituto Artlife. – Autor do Projeto;

b) Câmara ANG Brasil Angola. – Executor do Projeto e Captador de Recursos;

c) Ministério da Agricultura e Pescas e o Ministério da Cultura, Turismo e Ambiente. – responsável em criar mecanismos legais para distribuição das áreas rurais, quem irá disponibilizar a área para criação da Fazenda Modelo, além de auxiliar com as questões de cunho ambiental.

d) Parceiros Investidores. – associados investidores que queiram participar como doadores para o Fundo Internacional de Agroecologia, dirigido pela Câmara ANG Brasil Angola e membros governamentais.

e) Os parceiros investidores têm direito a fazer marketing e mídia.



A Câmara ANG Brasil Angola também fomenta verbas resultantes dos Commodities de Metais preciosos e gemas para este Fundo Internacional de Agroecologia.

A princípio o projeto será executado no Brasil (TanguáRJ) e implantado em Angola, onde faremos os intercâmbios.