TURISMO

Turismo é um dos setores mais importantes para o desenvolvimento de Angola:

O turismo quando adolescido de forma harmoniosa, contribui para o crescimento económico do país. Os operadores turísticos estão confiantes e continuam a investir na criação de infraestruturas hoteleiras, para o crescimento desta atividade em Angola que nos últimos anos alcançou importantes passos.

O governo de Angola através de seu Plano Diretor de Turismo visa atrair o primeiro lugar na África para o Turismo Regional, a Câmara ANG BRASIL ANGOLA tem uma pretensão maior, em seu PDSE, incentivar o Turismo Internacional com mapeamentos estratégicos, e marketing verde.

Devido a Pandemia do COVID 19, fica restrito viagens de Turismo. Em breve teremos novidades na relação do Desenvolvimento do Turismo em Angola.

Histórico, o turismo em Angola:

Em pleno tempo colonial era reconhecido as potencialidades turísticas de Angola, mas o seu desenvolvimento não se concretizou devido a pouca atenção dada a este sector económico importante.

  • Em 1972 o dispositivo hoteleiro de Angola era: 57 unidades, dos quais Luanda, Huambo, Lubango e Lobito cobriam 54,4%, e o total de camas era 3.934, no qual somente Luanda possuía 1.140.
  • Podemos caracterizar o Setor do Turismo em Angola no período de 1975 – 1988.
  • Mais de 90% das unidades hoteleiras e similares do País foram abandonadas pelos seus antigos proprietários.
  • Em 1975 com a criação do primeiro Governo do Estado Angolano na sequência da proclamação da independência, ocorre a instituição da Secretaria de Estado do Comércio e Turismo que, a partir de então, personificou a Administração Turística Angolana a par de outros sectores da atividade sócio – económica.
  • Na base do Decreto n.º. 26/75 as unidades hoteleiras e turísticas foram intervencionadas tendo-se criado paralelamente o Centro de Controlo e Gestão dos Estabelecimentos de Hotelaria, Restaurantes e Similares da Província de Luanda.
  • Nos dois anos subsequentes assistiu-se à utilização irracional e consequente degradação das infraestruturas hoteleiras, restaurantes e similares, bem como das unidades complementares.
  • Em Maio de 1977 o Governo promulgou o Decreto nº. 42/77 que cria:

Ministério do Comércio Interno e aprova o Estatuto Orgânico, onde se insere a Direção Nacional do Turismo e Hotelaria.

  • 1978 iniciou-se o processo de criação de empresas hoteleiras de âmbito provincial ( as Emprotéis ) , totalizando em 1983, 19 empresas do género.

Em Luanda foi criado a ANGHOTEL- U.E.E. de principio de âmbito local, mas depois alargou-se a área de ação abrangendo Cabinda, Huambo, Huíla; Malange e Benguela.

Neste período desenvolveu-se as seguintes atividades:

  • Reabilitação e ampliação da Pousada das Quedas de Kalandula, não concluída;
  • Reabilitação dos hotéis M’ombaka e Congresso em 1983;
  • Reabilitação e recuperação integral do Hotel Presidente em 1984, assim como os hotéis:
  • Alameda, Turismo, Costa do Sol e Panorama em Luanda;
  • Construção de um hotel com 50 quartos em Luanda (Complexo da Vila Alice);
  • Recuperação de pequenos estabelecimentos similares hoteleiros e construção de alguns Centros Recreativos.
  • Formação de quadros do sector hoteleiro;
  • Por intermédio do Decreto Executivo nº.42/81 de 19 de Novembro do MINCI, os bares, cafés, casas de chá, cervejarias, restaurantes e estalagens foram alugados a privados, para cessão de exploração. Mesmo assim a rede hoteleira continuou e degradar-se.
  • Em 1988 em consequência do Programa de Saneamento Económico e Financeiro, iniciaram-se os contatos com a OMT. Assim começou o despertar do turismo em Angola.
  • Em 1988 cria-se a primeira empresa angolana de turismo ANGOTUR, LDA.
  • Negociação com Bureau do Programa das Nações Unidas para o desenvolvimento com vista a integrar Angola no Projeto Regional sobre o Desenvolvimento do Turismo na África Austral e Oriental.
  • Inicia processo de adesão de Angola à OMT.
  • Em 1989, Angola adere à Organização Mundial do Turismo no decorrer da 8ª Assembleia Geral da OMT realizada em Paris nos finais do mês de Setembro e Principio do mês de Outubro.
  • Iniciou-se as primeiras comemorações do Dia Mundial do Turismo em Angola.
  • Em 1990, durante as comemorações do Dia Mundial do Turismo, promoveu-se a primeira Conferência verdadeiramente multisetorial e as recomendações delas resultantes continuam a orientar os trabalhos do sector.

A adesão de Angola à OMT trouxe vantagens palpáveis e o benefício imediato traduziu-se na implementação do projeto “ REFORÇO Institucional do Estado Angolano no Domínio do Turismo “, projeto financiado pelo PNUD e executado pela OMT, consubstanciado nas seguintes ações:

  • Reestruturação da Direção Nacional do Turismo;
  • Criação de um sistema de recolha, tratamento, análise e publicação de estatística do turismo;
  • Criação de um serviço estatístico informatizado na DINATUR;
  • Elaboração de propostas de Legislação Turística;
  • Capacidade dos quadros;
  • Incentivo à criação de empresas e agências de viagens e turismo, assim como à construção de associações profissionais privadas do sector como a HORESIL, AAVOTA e ADHA;
  • A organização de Administração Turística Nacional culmina com a criação em Julho de 1996 do Ministério de Hotelaria e Turismo que tem como política;
  • A recuperação, reabilitação e construção de infraestruturas hoteleiras e turísticas;
  • O ordenamento e planeamento turístico;
  • A formação dos quadros do setor;
  • A contribuição para a preservação e fortalecimento da identidade nacional, a paz integração e cooperação internacional;
  • A promoção da imagem de Angola como potencial destino turístico;
  • A contribuição para a proteção, preservação e valorização dos recursos naturais, socioculturais e tradicionais do País;
  • Proporcionando o desenvolvimento harmonioso e sustentável da atividade turística nacional, logrando sempre que os seus benefícios no desenvolvimento socioeconômico para a melhoria da qualidade de vida da população angolana;

(Fonte: Ministério de Relações Exteriores de Angola)

Feriados Nacionais:

Dia do Inicio da Luta Armada – 4 de Fevereiro
(A Guerra de Independência de Angola, também conhecida como Luta Armada de Libertação Nacional, foi um conflito armado entre as forças independentistas de Angola — UPA/FNLA, MPLA e, a partir de 1966, a UNITA — e as Forças Armadas de
Portugal.)

Dia da Paz – 4 de Abril (No dia 4 de Abril, celebra-se em Angola o Dia Nacional da Paz e Reconciliação,
recordando o acordo de paz assinado em 2002 entre os dois maiores partidos políticos
do país, MPLA e a UNITA)

Dia do Fundador da Nação e do Herói Nacional – 17 de Setembro (O Dia do Herói Nacional é uma comemoração nacional angolana, em memória do Doutor Agostinho Neto. É na data de nascimento de Agostinho Neto, 17 de Setembro. A figura histórica do país foi decisivo para a independência face a Portugal, e foi o primeiro presidente de Angola, ocupando o cargo durante pouco menos de quatro
anos).

Dia da Independência Nacional – 11 de Novembro
(A Independência de Angola deu-se no dia 11 de Novembro de 1975, quando o então primeiro Presidente de Angola, Agostinho Neto, proclamou a independência de Angola, de jure e de facto de Portugal. Este acontecimento deveu-se, em grande parte, aos acontecimentos militares e políticos que ocorreram um ano antes em Portugal, aquando da Revolução de 25 de Abril de 1974.)

Saiba mais:

Angola é um país no sul da África, com um território que abrange praias tropicais do Atlântico, além de um sistema labiríntico de rios e desertos subsaarianos que se estende até a Namíbia.

Capital: Luanda
Moeda: Kwanza
Continente: África
População: 30,81 milhões (2018) Banco Mundial
Língua oficial: Português
Ministério da Cultura, Turismo e Ambiente:Adjany Costa

Alguns lugares mais procurados por Brasileiros e Europeus:

Planalto da Humpanta (Serra da Leba)

A Serra da Leba, também chamada de Planalto da Humpata, é uma formação montanhosa na província da Huíla, em Angola. Localizada perto das cidades do
Lubango e Humpata, a Serra da Leba é famosa pela altitude, pela sua beleza geográfica.

Quedas de Kalandula

As Quedas deKalandula são quedas de água com 105 metros, geograficamente a segunda maior queda da África, situada no município de Kalandula, província de Malanje, em Angola.

Mussulo

O Mussulo é um cordão litoral e banco de areia, cerca de 30 km de comprimento, em forma de cabo, formado pelos sedimentos do rio Cuanza, na costa sul da província de Luanda, em Angola.

Sua geografia belíssima, união de quatro ilhas, são elas:

• Ilha da Cazanga (ou ilha dos Padres)
• Ilhéu dos Pássaros
• Ilha do Desterro
• Ilha da Quissanga.

ECO TURISMO:

O novo Ministério da Cultura, Turismo e Ambiente, esta trabalhando os Safaris em Angola. Breve teremos novidades a respeito.

Safari em Angola, é uma das atrações de eco turismo muito tradicional e ainda pouco explorada.
Porém com futuro promissor, os Safaris com apelo a proteção na fauna e flora é uma atração belíssima do continente africano.